WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

‘Visão bíblica’ sobre o mundo é virtude de poucos pastores, diz pesquisa


Um novo estudo acadêmico descobriu que apenas 37% dos pastores cristãos nos Estados Unidos têm uma visão bíblica sobre o mundo, demonstrando que o despertar espiritual é “necessário tão desesperadamente em nossos púlpitos quanto nos bancos”.

O estudo nacional com cerca de 1.000 pastores foi realizado pelo Centro de Pesquisa Cultural da Universidade Cristã Arizona (ACU, na sigla em inglês). A pesquisa constatou que somente 37%, pouco mais de um terço, dos pastores nos EUA têm uma cosmovisão bíblica.

A maioria dos entrevistados, 62%, possui uma visão de mundo híbrida conhecida como sincretismo. Quando os grupos de pastores são separados por seu nível de liderança nas congregações, o quadro tem algumas alterações significativas.

O estudo, divulgado na última quinta-feira, 12 de maio, mostrou que 41% dos pastores principais – em comparação com 28% dos pastores auxiliares – têm uma cosmovisão bíblica.

Em outro recorte do universo pesquisado, apenas 13% dos pastores de ensino e 12% dos pastores de crianças e jovens têm uma cosmovisão bíblica.

O nível mais baixo de cosmovisão bíblica estava entre os pastores executivos, com apenas 4% deles mantendo consistentemente crenças e comportamentos bíblicos.

Para chegar a essas conclusões, a pesquisa foi feita a partir de um questionário com 54 perguntas relacionadas à cosmovisão e descobriu que apenas 47% dos pastores têm uma cosmovisão bíblica em relação à família e ao valor da vida; 44% sobre questões relacionadas a Deus, criação e história; 43% em relação às práticas pessoais de fé; 43% quando se trata de questões de pecado, Salvação e relacionamento com Deus; 40% referentes ao caráter humano e à natureza humana; e 40% quando se trata de medidas de estilo de vida, comportamento pessoal e relacionamentos.

Sincretismo

De acordo com informações do portal The Christian Post, o estudo, no entanto, observou que não ter uma cosmovisão bíblica não significa adesão a uma cosmovisão concorrente, como o humanismo secular ou o marxismo.

“Na verdade, menos de 1% dos pastores incorporam uma cosmovisão diferente do teísmo bíblico (ou seja, a cosmovisão bíblica)”, disseram os pesquisadores.

“Ao invés disso, sua visão de mundo predominante é melhor descrita como sincretismo, a mistura de ideias e aplicações de uma variedade de visões de mundo holísticas em uma combinação única, mas inconsistente, que representa suas preferências pessoais, uma visão de mundo sincrética”, diz o relatório da pesquisa.

George Barna, diretor de pesquisa do Centro de Pesquisa Cultural da Universidade Cristã do Arizona, disse que a visão de mundo de uma pessoa se desenvolve principalmente antes dos 13 anos, depois passa por um período de refinamento durante a adolescência e os vinte anos.

“De uma perspectiva de visão de mundo, os ministros mais importantes de uma igreja são o pastor de crianças e o pastor de jovens. Descobrir que sete de cada oito desses pastores não têm uma cosmovisão bíblica ajuda a explicar por que tão poucas pessoas nas gerações mais jovens do país estão desenvolvendo um coração e uma mente para os princípios e modos de vida bíblicos, e por que nossa sociedade parece ter corrido descontroladamente na última década, em particular”, lamentou.

“Deus está no ramo da transformação. Pastores que estão dispostos a permitir que Ele transforme seu pensamento e comportamento podem emergir desse processo como um exemplo poderoso do que pode acontecer quando o coração, mente e alma são entregues a Deus. Certamente parece que se a América vai experimentar um reavivamento espiritual, esse despertar é necessário tão desesperadamente em nossos púlpitos quanto nos bancos”, enfatizou o pesquisador.





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com