WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Pablo Marçal pede perdão a Silas por atrito; pastor fala em “malandragem”


O “coach messiânico” Pablo Marçal resolveu voltar atrás em suas colocações contra o pastor e empresário Silas Malafaia. Após acusar o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo de fazer parte da Maçonaria, e de supostamente ter feito mal a sua própria esposa, Elizete, o influenciador decidiu pedir perdão.

“Até peço, como pedido de aceite deste perdão, para você me desbloquear do WhatsApp. Você não vai ter mais problema comigo, não vai ver sair da minha boca nenhum ataque. Nada da minha vida vai direcionar contra a sua”, afirmou Marçal em uma nova gravação.

O conflito entre o coach e o pastor Malafaia teve início, segundo os relatos, após o líder assembleiano fazer uma pregação sobre o “espírito de engano” no meio da igreja, onde alertou sobre a propagação de doutrinas heréticas no Brasil.

Marçal, que é visto por seus seguidores como uma espécie de “coach messiânico”,  interpretou a pregação de Silas como uma crítica ao seu trabalho. Os dois chegaram a se encontrar pessoalmente, a fim de discutir a questão, mas a reunião desembocou numa discussão pública.

Em um vídeo divulgado nas suas redes sociais, Marçal chamou Silas de covarde e desequilibrado, assim como o presidente Jair Bolsonaro, citado por ele como alvo dos conselhos do pastor.

“Doença mental grave”

O pastor Silas Malafaia, por sua vez, reagiu duramente contra o coach, expondo trechos polêmicos de algumas das suas falas, bem como uma tentativa de curar uma mulher supostamente paralítica em um evento religioso.

“Eu fui caluniado, difamado, por um mau-caráter, mentiroso, manipulador, megalomaníaco, que tem sintomas de doença mental grave”, disparou Silas ao reagir às acusações de Marçal.

Após o pedido de perdão por parte do influenciador, Silas tratou com desconfiança a mudança de atitude de Marçal, chegando a insinuar que o mesmo estaria agindo falsamente, a fim de conquistar mais seguidores.

“Quem pede perdão não justifica seu erro, apenas confessa que errou. Será mais uma jogada de marketing da cartilha das redes sociais para atrair mais seguidores? Não se justifica erros apresentando motivos”, comentou Silas.

“Errou? Confessa, pede perdão e se cala. Fora isso, é mentira! (…) Quem quer dar motivos porque errou, quer se passar por vítima de alguém. Quem reconhece erro, pede perdão e não justifica. O resto é falsa humildade e conversa fiada para enganar as pessoas. Vamos ver se há sinceridade ou malandragem”, acrescentou. Assista:

Assine o Canal





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com