WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Mãe e 2 filhos são enforcados após se converterem ao Evangelho


Um muçulmano na região central de Uganda é suspeito de enforcar sua esposa e dois filhos porque a jovem mãe e o filho mais velho entregaram suas vidas a Cristo depois de comparecerem a um culto de Natal.

O caso veio na imprensa internacional apenas esta semana, mas os corpos de Shamira Nakato e seus dois filhos foram encontrados no dia 28 de dezembro, na casa da família em Bwetyaba, distrito de Kayunga.

Um vizinho entrou no imóvel depois que moradores do vilarejo testemunharam sinais de violência contra Shamira e encontrou os corpos, disse um líder da igreja. A jovem mãe tinha apenas 27 anos de idade.

A conversão de Shamira ao Evangelho se deu após uma de suas vizinhas convida-la para participar de um culto de Natal em sua congregação, no dia 25 de dezembro, um sábado. Na ocasião, o marido dela, muçulmano, estava fora de casa em uma viagem de dois dias, e ela aproveitou a oportunidade para ouvir a mensagem da Bíblia.

Ao final do culto, o pastor da congregação – que teve sua identidade mantida em sigilo por razões de segurança – orou por Shamira e seus filhos. No dia seguinte, ela e as crianças voltaram para participar de mais um culto.

“No final do culto, Shamira Nakato ficou para trás e me disse que tinha uma profunda convicção de abraçar a Cristo depois da oração do dia de Natal. Eu então orei por ela e a convidei para um dia especial de oração na segunda-feira, 27 de dezembro”, contou o pastor.

Nesse momento de confissão pública de fé, o filho mais velho de Shamira, de apenas oito anos de idade, também entregou sua vida a Cristo, de acordo com informações do portal Christian News.

Enquanto ela e as crianças participavam do culto em 27 de dezembro, seu marido chegou em casa mais cedo do que o esperado, e um vizinho muçulmano disse a ele que sua esposa foi vista participando de cultos dois dias consecutivos com a vizinha cristã.

O vizinho muçulmano disse ao marido dela, chamado Hamidu Kasimbi, que ela poderia ter ido para outro culto, e Kasimbi saiu de sua casa e foi para o templo da igreja, disseram os moradores.

“Quando ele entrou na igreja, sua esposa e os filhos estavam sentados atrás. Ele a tirou da igreja e, a cerca de 100 metros de distância, um membro o viu bater na esposa”, relatou o pastor.

Frieza

Ao meio-dia, outro vizinho ouviu gritos vindos da casa de Kasimbi, disse o pastor. Por volta das 16h, um vizinho viu dois homens usando gorros islâmicos do lado de fora da casa de Kasimbi montando uma estrutura de madeira.

Tarde da noite, os moradores do vilarejo ouviram breves gritos na casa de Kasimbi. Na manhã do dia seguinte, esse vizinho foi até a casa da família para pedir uma ferramenta para cortar lenha, mas não encontrou ninguém. Como a porta estava destrancada, ele entrou e encontrou os corpos da mãe e dos filhos.

A estrutura de madeira que o vizinho havia visto sendo montada era na verdade uma forca, que foi usada para executar Shamira e as crianças.

“Eu fiz um alarde que trouxe os moradores da área, incluindo o presidente do Conselho Local 1, Fred Sekatonya, correndo para o local. Mais tarde, a polícia chegou do posto policial de Bukaloto e os três corpos foram transportados para o Hospital Kayunga para a autópsia”, disse o vizinho.

Kasimbi desapareceu e é procurado por agências de segurança. A polícia de Uganda registrou um caso de homicídio.





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com