WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

John Piper explica se o “sono da alma” após a morte é real ou não


Um dos assuntos normalmente debatidos no âmbito da doutrina cristã, é sobre o que acontece após a morte. Algumas seitas defendem o que ficou popularizado como “sono da alma”, que seria o período em que a pessoa ficaria inconsciente, no túmulo, até a ressurreição, na segunda vinda de Jesus.

Mas, para o teólogo e pastor John Piper, o sono da alma não possui fundamento bíblico, sendo fruto da má compreensão acerca de passagens específicas da Palavra de Deus. O líder religioso respondeu a seguinte questão, em seu programa: “Encontraremos Jesus logo após a morte?”.

O ouvinte de Piper, ao apresentar a sua pergunta, se baseou na passagem de 1 Tessalonicenses 4:16,17, que diz o seguinte:

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”

Através de uma leitura desatenta, o leitor pode ser levado a entender que a passagem acima endossa a teoria do sono da alma, fazendo parecer que, após a morte, o ser humano só voltará a ter consciência na ressurreição.

Piper, no entanto, como exemplo, cita o texto de 2 Corintios 5.6-8, explicando “que fica claro em duas passagens das Escrituras que Paulo tinha certeza de que, quando ele e outros crentes morressem, eles imediatamente estariam com o Senhor Jesus e o veriam naquele momento”.

“Paulo não concebia um tempo em que o corpo morre e não estamos em casa com o Senhor. Morrer é perder o corpo temporariamente e ir morar com o Senhor. Morrer e ter a alma na sepultura dormindo até a Segunda Vinda não era uma opção”, diz Piper.

Com base nisso, o pastor explica que a passagem de Tessalonicenses, quando diz que “os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro”, se refere à transformação do corpo na sepultura e não à alma, enquanto que, “os que ficarmos vivos” se refere aos que estarão, obviamente, vivos durante o arrebatamento.

“Antes que haja um glorioso ajuntamento para encontrar o Senhor nos ares, os corpos de todos os crentes que morreram serão ressuscitados dos mortos, serão unidos com suas almas [que já estarão na presença de Deus], e então toda a igreja cristã, os vivos e os ressuscitados, juntos encontrarão o Senhor e o receberão para estabelecer seu reino de justiça”, conclui John Piper.

Sono da alma e o CACP

Também, de acordo com o Centro Apologético Cristão de Pesquisas (CACP), o sono da alma é fruto da compreensão errada sobre o uso da expressão “dormir”, “dormiu” ou “sono”, quando aplicado à morte nas Escrituras.

A entidade explica que em todos os casos, na Bíblia, esses termos são aplicados metaforicamente para se referir ao período da morte do corpo material e não à alma, o que concorda com a explicação de Piper, de que o espírito dos que foram salvos em Cristo, uma vez morrendo a matéria, é levado imediatamente para a presença do Senhor.

Uma das passagens citadas para fundamentar que após a morte o espírito vai à presença de Deus, imediatamente, está em Lulas 23:43, quando Jesus se dirigiu a um dos ladrões, arrependido na cruz, e dizendo:  “Hoje mesmo estarás comigo no Paraíso”.

“Apocalipse 6.9-11 e 7.9-10 também mostram claramente as almas dos mortos que foram para o céu orando e adorando a Deus: ‘Clamaram em grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?’”, diz o CACP.





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com