WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Ideologia de gênero: ex-transgêneros relatam profundo arrependimento


A ideologia de gênero tem causado muito estrago na vida de crianças e adolescentes espalhados pelo mundo. Muito embora o tema tenha perdido força nos últimos anos, graças ao forte ativismo midiático e de grupos LGBTs+, a pauta sempre vem à tona quando ex-transgêneros resolvem falar abertamente sobre o assunto.

Foi o que ocorreu recentemente, quando um grupo de ex-transgêneros decidiram usar as redes sociais para contar detalhes de como se sentem agora, após terem iniciado o processo de suposta “transição” sexual.

“Meu nome é Grace e fiz a transição. À esquerda: eu logo após a cirurgia, em 2017. Este foi o momento mais sombrio da minha vida. À direita: eu recentemente. A vida continua, a vida fica melhor”, publicou um jovem ao destacar o seu arrependimento pela mudança, comentando fotos do antes e depois.

Outra jovem ressaltou o quanto foi influenciada pelo ativismo dentro do ambiente escolar. Ela disse que se viu “sugada” pela promoção da ideologia de gênero, algo que no Brasil vem sendo combatido arduamente há anos pela psicóloga Marisa Lobo, autora de livros como “Famílias em Perigo”, que aborda o assunto pela perspectiva científica e cristã.

“Quando eu tinha 15 anos, era solitária e odiava meu corpo, fui sugada pela ideologia de gênero online. Minha escola me encorajou e me receitaram facilmente uma alta dose de testosterona aos 18 anos, e foi muito prejudicial”, contou a jovem.

Mãe faz alerta

Recentemente, Abigail Martinez, mãe de uma jovem de 16 anos que se suicidou após iniciar a transição sexual, também veio a público para contar detalhes sobre a vida da filha, confirmando que ela também foi fortemente influenciada no ambiente escolar e por ativistas do movimento LGBT+.

“O conselheiro da escola estava envolvido, o DCFS (Departamento de Serviços para Crianças e Família) estava envolvido, [representantes] LGBT estavam lá também, tentando ‘ajudar’ minha filha na transição para ser transgênero”, observou Martinez.

“Fui acusada de não querer abrir os olhos, já que ela sentia desde pequena que era um menino, o que não era verdade (…). Quero que todos saibam a verdade porque não precisava acontecer [o suicídio]. Não quero que isso aconteça com nenhuma outra família”, disse a mãe durante um evento realizado pela Heritage Foundation.

Assim como outros, a jovem identificada como Frau Lumi também publicou um relato de arrependimento por ter escolhido “mudar de sexo”. Felizmente, assim como os demais, ela “destransicionou” e agora afirma que está mais feliz.

“Esta sou eu em 2019 (esquerda) e eu hoje (direita). Sinto como se no passado eu não fosse nada além de uma caricatura de mim mesma; deprimida, infeliz, não funcional e suicida. Hoje meu sorriso é genuíno… naquela época era encenado.”. Veja abaixo:

Assine o Canal
Assine o Canal
Assine o Canal
Assine o Canal





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com