WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Hillsong investiga pastor após renúncia e descobre acusação de estupro


Uma investigação determinada pela sede da Hillsong descobriu que a renúncia de um pastor da igreja em Dallas, Texas (EUA), se deu por conta de acusações de estupro. As consequências foram tão extensas que a congregação foi fechada.

A Hillsong determinou uma investigação sobre a renúncia do pastor Reed Bogard e descobriu que ele – que é casado e tem três filhos – foi acusado de estupro por uma funcionária com quem ele havia mantido um relacionamento extraconjugal que durou meses enquanto ele era pastor da congregação de Nova York.

A ex-funcionária da Hillsong NYC – que pediu para ter sua identidade mantida em sigilo – disse que está tentando seguir em frente com sua vida. Ela confirmou que participou de um depoimento sobre a denúncia, mas não quis dizer nada além do que já constava no relatório.

“Acho que nesta fase… não vou comentar. Tudo o que você tem nesse depoimento é obviamente algo que eu fiz, e disse no contexto de um depoimento legal. Acho que só quero deixar por isso mesmo”, lamentou a jovem.

A investigação foi conduzida por escritório de advocacia de Nova York, contratado pela igreja, chamado Zukerman Gore Brandeis & Crossman, LLP, em 2020. A iniciativa da igreja foi tomada depois que a ex-funcionária acusou o pastor de estupro, dizendo que a primeira relação sexual dela com o então pastor Bogard em seu carro não havia sido consensual.

A Hillsong decidiu investigar o caso pois essa era a segunda vez que Bogard e a jovem eram acusados de adultério. Uma mesma acusação havia sido feita anos antes, mas nenhuma investigação foi feita porque os líderes que tomaram conhecimento do caso entenderam que o relacionamento havia sido consensual e “as consequências para ambas as partes foram dadas de acordo”.

Os advogados que fizeram a investigação entregaram o relatório a George Aghajanian, gerente geral e diretor da Hillsong Church Australia e suas entidades internacionais, em 11 de janeiro de 2021.

O documento explicita que a Hillsong Church Australia soube do caso de adultério entre Bogard e a funcionária no segundo semestre de 2014. O relacionamento começou em setembro de 2013 e continuou até o início de janeiro de 2014.

“Na época, a Igreja não realizou nenhuma investigação significativa sobre os detalhes ou circunstâncias do caso, e ninguém com treinamento adequado foi designado para investigar o assunto”, criticam os advogados responsáveis pela investigação.

Em fevereiro último, a Hillsong Church disse que o pastor Brian Houston – que renunciou na última quarta-feira depois que foi revelado que duas mulheres fizeram sérias queixas de má conduta contra ele nos últimos 10 anos – não estava ciente das acusações de estupro contra Bogard quando ele foi escolhido para liderar a Hillsong Dallas em 2019.

Atualmente, Houston – que é o fundador da Hillsong – enfrenta acusações criminais por supostamente ocultar abusos sexuais cometidos por seu pai décadas antes: “Brian Houston nega categoricamente que tivesse conhecimento dessa séria alegação quando Reed Bogard foi selecionado como o pastor principal de Dallas”, disse a Hillsong Church em comunicado ao portal The Christian Post.





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com