WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Disney veiculará campanha endossando ideologia de gênero pra crianças


A Disney mergulhou de vez no ativismo progressista e anunciou que em breve exibirá uma campanha em todos os seus canais endossando a ideologia de gênero na infância. A campanha trará um depoimento de uma mãe de uma criança identificada como “trans”.

No depoimento, a mãe acusa os opositores da ideologia de gênero – incluindo autoridades que recentemente aprovaram leis em estados dos EUA contra terapias hormonais e cirurgias genitais em crianças – de agirem para “separar nossas famílias”.

A campanha foi produzida pela ONG LGBT GLAAD, com o depoimento de uma mãe chamada Amber Briggle, junto com seu marido e seus dois filhos, incluindo a menina que agora se identifica como menino e atende pelo nome de Max.

A ONG ativista LGBT diz que o vídeo mostra que “famílias com crianças trans são como qualquer outra família: amam seus filhos incondicionalmente e simplesmente querem o melhor para eles”.

De acordo com informações do portal The Christian Post, a mãe afirma que Max tem direito a receber bloqueadores da puberdade e hormônios do sexo cruzado, dizendo que uma criança transgênero “não é diferente da sua”.

“Há alguns políticos que estão tentando separar minha família, simplesmente porque minha [filha] é transgênero. Crianças trans não têm agenda política. Eles são apenas crianças. Eles só querem ser deixados em paz”, diz a mãe, em tom simplista.

Embora a campanha não mencione explicitamente nenhuma legislação em particular, será transmitida em canais de propriedade da Disney, assim como em canais de propriedade do grupo Comcast, WarnerMedia e Paramount.

Disney ativista

Recentemente, a Disney recebeu intensas críticas por sua oposição aberta a um projeto de lei de direitos dos pais da Flórida recentemente sancionado pelo governador republicano do estado, Ron DeSantis, do Partido Republicano.

A lei afirma que “a instrução em sala de aula por funcionários da escola ou terceiros sobre orientação sexual e identidade de gênero não pode ocorrer no jardim de infância até a 3ª série ou de uma maneira que não seja apropriada à idade ou ao desenvolvimento dos alunos de acordo com os padrões estaduais”.

Ao mesmo tempo, outros estados – como Alabama, Arizona e Arkansas – aprovaram leis que proíbem a prescrição de hormônios sexuais cruzados e bloqueadores de puberdade para menores, a lei da Flórida não inclui tal disposição.

Depois de inicialmente se recusar a tomar uma posição sobre o projeto da Flórida, a Disney aderiu ao ativismo, e o evangelista Sean Feucht realizou um protesto em frente à sede da Disney em Burbank, no estado da Califórnia.

Entre estudiosos da pediatria, incluindo o American College of Pediatricians, o entendimento é que os bloqueadores da puberdade e os hormônios do sexo cruzado podem ter efeitos colaterais negativos, incluindo “instabilidade emocional”, bem como “osteoporose, distúrbios de humor, convulsões, comprometimento cognitivo e, quando combinados com hormônios do sexo cruzado, esterilidade”.





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com