WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Desenganado, bebê sobrevive a parto complicado e pais falam em milagre


O pequeno Urias John é um bebê que já começou a sua vida de forma extraordinária, se tornando um caso vivo de milagre, segundo relatos dos seus pais e da equipe de saúde que lhe prestou assistência, logo após o seu parto.

A mãe de Urias, Hannah, passou mal durante o seu parto, o que fez com que a frequência cardíaca do bebê caísse tremendamente. “Eu abri o útero; havia apenas sangue por toda parte”, explicou o Dr. Whittington.

Nesse momento, o médico constatou que Urias não apresentava batimentos cardíacos. Começou então uma corrida contra o tempo, já que o bebê tinha poucos minutos para ser reanimado. “Depois de cerca de dez minutos, se você não tiver uma frequência cardíaca fetal, é apenas um esforço inútil”, explicou Whittington.

No caso de Urias, esse tempo foi muito além, chegando a 20 minutos sem respiração. Mas, apesar de desenganado pela medicina, a equipe de saúde insistiu na luta para reanimá-lo, até que finalmente conseguiu um pulso. O bebê literalmente voltou à vida!

Urias foi rapidamente entubado e transferido para uma UTI neonatal do Texas Health Presbyterian. Enquanto a sua mãe se recuperava da cesariana complexa, seu pai, Jacob, o acompanhou até o local. Lá, o médico Dr. Eduardo Perez deu outra má notícia aos mais do garoto.

Grave dano cerebral

Por ter ficado tanto tempo sem oxigênio no cérebro, Urias foi diagnosticado com encefalopatia hipóxico-isquêmica. “Ele tinha a forma grave, aquela que consideramos com alto risco de atrasos de longo prazo, em termos de desenvolvimento”, explicou o Dr. Perez.

O médico continuou explicando a condição do bebê, dizendo e ele “provavelmente terá paralisia cerebral. Você poderá esperar convulsões a maior parte de sua vida. Ele pode nunca ser capaz de se alimentar sozinho. Ele pode nunca ser capaz de andar; ele pode nunca ser capaz de falar.”

Ainda segundo o médico, 40% das crianças que nascem com essa deficiência não conseguem sobreviver por muito tempo.

A notícia devastadora para Hannah e Jacob, no entanto, os fez recorrerem para Deus, em orações, enquanto o pequeno Urias era posto em um sistema de resfriamento corporal por 72 horas, a fim de tentar minimizar os danos em seu cérebro.

“Não podia controlar nada, mas podia confiar em Deus. Eu não sentia aquilo, como uma coisa emocional. Foi uma determinação e um compromisso: vou confiar em Deus”, disse Jacob.

O milagre

Internado, certo dia o bebê Urias deu o primeiro sinal de que algo diferente estava para acontecer. Ele abriu os olhos e, o número de convulsões que era frequente começou a diminuir.

Jacob foi até o quarto do filho, extasiado, e fez uma oração a Deus. Ele disse ter sentido uma resposta lhe dizendo “não tenha medo, apenas confie”. Ao sair do local, uma enfermeira que estava na sala testemunhou o sobrenatural.

“Eu senti um calor tão grande. Todos os pelos do meu corpo se eriçaram. Eu sabia que estava na presença de Deus. Ele estava bem ali, naquele momento. Eu olhei para os monitores e não houve mais convulsões. Esse foi o fim de tudo”, disse ela, segundo a CBN News.

Com três semanas, Urias teve alta e foi para casa. Um ano depois, ele voltou ao neuropediatra para fazer novos exames, e foi constatado que ele havia se recuperado plenamente, sendo uma criança saudável.

“Eu só tive alguns outros casos em que as pessoas se recuperaram completamente e estou apenas dizendo a você, Urias é um deles”, disse o médico. A enfermeira que acompanhou o bebê durante o período mais difícil, também testemunhou: “Você ouve falar de milagres, mas Deus me deixou ver esse.”

O pequeno Urias, atualmente, completamente saudável e feliz com os seus pais. Foto: reprodução





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com