WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

cristãos sofrem ao pregarem que homossexualidade é pecado


Um projeto de lei em tramitação no Reino Unido despertou a preocupação de líderes cristãos com a liberdade religiosa, que se uniram para divulgar uma carta aberta expressando seu posicionamento contrário. Agora, eles estão sob retaliação.

Ministros evangélicos que assinaram uma carta levantando preocupações sobre a próxima proibição da chamada “terapia de conversão gay” do governo dizem que “experimentaram uma reação negativa” em uma campanha “coordenada e hostil” de ativistas LGBT.

A carta de Resposta à Consulta dos Ministros foi enviada à ministra da Igualdade Liz Truss e, até o momento, foi assinada por cerca de cinco mil pessoas, incluindo muitos ministros cristãos e agentes pastorais.

Eles escrevem que estão “profundamente preocupados” que “a prática normal da religião” seja afetada pela proposta de proibição, que trata como crime qualquer abordagem que contrarie o conceito de homossexualidade.

Os nomes dos signatários da carta, que foram originalmente publicados na íntegra no site de Resposta à Consulta dos Ministros, foram agora retirados em uma tentativa de evitar que os ministros da igreja sejam mais visados.

Coautor da carta, o reverendo Graham Nicholls, pastor da Christ Church Haywards Heath e diretor da rede evangélica Affinity, descreveu “as respostas coordenadas e hostis” à carta como “injustas”.

“Alguns deles [ativistas] são até caluniosos. O que fizemos foi simplesmente participar de um processo democrático legítimo em resposta a uma consulta do governo. […] Estamos bem cientes de que, por causa de seu apoio público, alguns de vocês sofreram reação na imprensa, mídia social, de líderes denominacionais de sua igreja, como bispos e de Corpos profissionais”, escreveu o pastor.

“Outros estão preocupados que os provedores de serviços ou proprietários não queiram fazer negócios com eles. Muitos de nós estão sendo acusados de ser abusadores ou pelo menos apologistas de abusos que, embora [sejam acusações] falsas, são profundamente angustiantes”, acrescentou.

Retaliação

A Igreja Batista Stanley Road em Morecambe, Lancashire, teve seu site suspenso pela empresa de hospedagem local, Torrix, porque o proprietário se opôs ao seu pastor Steve Hewitt, que assinou a carta aberta, de acordo com informações do portal Christian Today.

O proprietário do Torrix, Matt Fletcher, disse que era “um aliado da comunidade LGBT” e sua retaliação era uma forma de endossar “uma proibição total da [chamada] terapia de conversão em todo o mundo“.

Matthew Roberts, ministro da Trinity York, criticou a resposta de alguns bispos da Igreja da Inglaterra: “Por que as pessoas que assinam uma carta afirmando o que a própria Igreja da Inglaterra afirma deve causar angústia ou ser um risco para alguém é um mistério?”, questionou.

O reverendo Nicholls, em sua mensagem, enviou um recado de encorajamento: “Permaneçam firmes e não se envergonhem! O que estamos ensinando é o caminho de Deus e é sempre o melhor. Não é surpresa para nós que os ativistas que estão acostumados a não enfrentar oposição tenham ficado infelizes ao descobrir que os cristãos não vão simplesmente capotar quando confrontados com o desafio de pregar todo o Evangelho da graça salvadora de Cristo aos pecadores”.

“Sabemos que isso tem sido pessoalmente difícil para muitos de vocês, mas realmente acreditamos que estamos lutando pelas liberdades do Evangelho, o que honra a Deus e é uma coisa boa e amorosa”, finalizou.





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com