WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

ciclone subtropical leva igrejas do RS a cancelarem cultos


Um ciclone subtropical, batizado como Yakecan, está levando igrejas do Rio Grande do Sul a cancelarem seus cultos, após orientação da Defesa Civil do estado. Escolas também cancelaram aulas por motivos de segurança.

A empresa MetSul emitiu alerta máximo para o estado, com mais de 40 municípios sendo listados como possível alvo do ciclone, que traz ventos de até 110 km/h, comparável à força destrutiva de um furacão.

“Trata-se de situação de elevado perigo meteorológico e de extremo risco à população com alta probabilidade de danos e comprometimento de serviços públicos essenciais como luz e água. Moradores de municípios do Sul e do Leste do Rio Grande do Sul devem enfrentar várias horas seguidas de vento muito forte a intenso com rajadas por vezes violentas em intensidade”, diz um comunicado no site da empresa.

Como a entrada no ciclone se deu pelo sul do estado, o vento deve se intensificar enquanto percorre o litoral. A Região Metropolitana de Porto Alegre deve ser atingida pelo pior vento no final desta terça-feira e nas primeiras horas de quarta.

“Não há precedentes na história recente de um ciclone tão profundo em meses frios do ano na latitude do como o que os modelos projetam para amanhã e a quarta-feira. Trata-se de uma situação meteorológica extraordinária e que demanda do público e autoridades muita atenção pelos riscos potenciais”, acrescentou a MetSul.

Diante desse cenário, líderes evangélicos optaram pela suspensão dos cultos, visando a segurança dos fiéis e frequentadores. Um deles foi o pastor David Mattos, presidente da Assembleia de Deus em Viamão (RS), que anunciou que a possível passagem do ciclone pela cidade poderá ocorrer em horários de culto, de acordo com informações do Gospel Prime.

Essa hipótese motivou a suspensão do culto de oração e ensino, e o pastor pediu às famílias que realizem culto doméstico: “Oremos, buscando no Senhor Suas misericórdias neste momento delicado que vivenciamos”, orientou Mattos.

A Marinha do Brasil batizou o ciclone como Yakecan, que significa “o som do céu” na língua indígena tupi-garani. O último ciclone subtropical originado na costa brasileira foi o ocorrido em dezembro de 2021, batizado como Ubá.

Confira a lista de municípios com maior risco de registrar problemas causados pela passagem do ciclone:

Chuí
Santa Vitória do Palmar
Pelotas
Rio Grande
Capão do Leão
São José do Norte
Piratini
Pedro Osório
Pinheiro Machado
Morro Redondo
Turuçu
São Lourenço do Sul
Cristal
Camaquã
Mostardas
Tapes
Sertão Santana
Cerro Grande do Sul
Sentinela do Sul
Mariana Pimentel
Guaíba
Barra do Ribeiro
Eldorado do Sul
Viamão
Porto Alegre
Canoas
Gravataí
Cachoeirinha
Alvorada
Glorinha
Osório
Santo Antônio da Patrulha
Palmares do Sul
Balneário Pinhal
Cidreira
Tramandaí
Xangri-lá
Imbé
Capão da Canoa
Arroio do Sal
Maquiné
Terra de Areia
Três Cachoeiras
Torres





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com