WhatsApp_Image_2021-07-12_at_21.24.09-removebg-preview-300x235

Cerimônia gay não é casamento e cristão não deve participar, diz pastor


Diante da crescente influência social que o progressismo vem exercendo, o pastor Heber Campos Jr gravou um vídeo afirmando que cristãos não devem participar de uma “cerimônia gay”, mesmo que sejam convidados.

O assunto foi abordado através de um questionamento enviado ao canal Perguntar Não Ofende, do YouTube. “Um cristão pode ir a um casamento de homossexuais?”, perguntou um dos inscritos.

Heber Campos Jr, pastor da Igreja Presbiteriana Parque das Nações, explicou ao longo do vídeo que a união entre pessoas do mesmo sexo não pode ser chamada de casamento e o termo mais próximo da realidade é “cerimônia gay”.

“O movimento homossexual tem proliferado e ganhado muita força, e essa agenda tem sido disseminada a tal ponto que hoje tem cristãos sendo desafiados a participar dessas coisas e a não demonstrar nenhum tipo de repulsa a práticas homossexuais e, inclusive, a ‘casamentos homossexuais’”, introduziu.

Contextualizando o cenário de imposição do “politicamente correto”, o pastor afirmou que a Igreja de Cristo tem sido hostilizada por se opor ao progressismo: “Inclusive, hoje, a tendência é você não demonstrar nenhum tipo de oposição, porque senão você estaria sendo intolerante. Mas veja só: eles não toleram a sua posição diferente. A sua negação do ‘casamento homossexual’”.

“Não existe ‘casamento homossexual’. Você pode ser convidado a uma cerimônia gay, mas você não vai para um casamento, porque casamento é definido por quem o instituiu, e quem o instituiu foi o Senhor Deus, e quando Ele instituiu o casamento Ele falou que um homem e uma mulher… um homem deixa pai e mãe, se une à sua mulher, e os dois se tornam uma só carne”, declarou.

Perversão x amor cristão

O pastor Heber Campos Jr observou que Deus declarou sua vontade na forma como criou o ser humano: “A relação sexual e a procriação, que é uma das bênçãos de ser um casal, só são possíveis mediante a união de homem e mulher. A relação sexual homossexual é pervertida, é fazer aquilo que não é natural, é aquilo que não foi criado dessa forma”.

“Até a nossa biologia clama para que a gente entenda como as coisas funcionam, e como Deus fez tudo perfeitamente”, reiterou o pastor presbiteriano.

Cristãos devem testemunhar sua fé em todas as circunstâncias, incentivou: “Então, se você é convidado para participar de uma cerimônia homossexual, lembre-se que biblicamente eu não posso chamar isso de casamento, nem você deve chamar isso de casamento e não devemos ser participantes disso. Aí você vai dizer ‘pastor, mas eu não ir a essa cerimônia, cadê o amor?’. Lembre-se que você não ama as pessoas aprovando seus atos rebeldes, você ama as pessoas a despeito dos seus atos rebeldes”.

“A ideia é ‘eu não participo de festa quando essa festa é uma afronta ao Senhor’. Isso fica muito claro na Escritura. Você não podia comer carnes sacrificadas a ídolos no lugar que as carnes eram sacrificadas a ídolos, porque isso significava participar de uma festa pagã. Eu não posso participar de uma festividade que afronta o Senhor”, conceituou.

“O que eu posso fazer é demonstrar respeito e desejo de ganhar essas pessoas, de aproxima-las de Cristo a despeito das suas atitudes. Então não tenha temor de colocar sua posição cristã. Não tenha temor de dizer ‘isso não é casamento’, mas ainda assim, não seja desrespeitoso com ninguém, seja homossexual ou não. Aprenda a tratar com respeito mesmo aqueles que vão zombar de você, vão criticar você, vão dar nomes a você. Lembra: isso faz parte de ser zombado e odiado como o seu Salvador o foi”, finalizou.

Assine o Canal





Gospel Mais Notícias

ADDRESS

908 New Hampshire Avenue #100, Washington, DC 20037, United States

PHONES

Phone: +1 916-8745-2235
Mobile: +1 916-875-22345
Fax: +1 916-8745-22357

E-MAIL ADRESS

email@email.com